Saúde bucal infantil: como a chupeta e mamadeira influenciam

Muitas pessoas não sabem, mas a saúde bucal infantil deve ser cuidada desde os primeiros meses de vida. Isso porque, nessa faixa etária já é possível observar a arcada dentária e, até mesmo, prevenir possíveis irregularidades.

No entanto, é já nos primeiros meses também que os pais costumam oferecer a seus bebês a chupeta e a mamadeira como alternativas de promover a calma da criança.

Afinal, esses itens são frequentemente usados para acalmar uma criança chorando ou para auxiliar na alimentação.

Porém, algo que pode trazer alívio temporário na infância pode levar a sérios problemas bucais em adultos e adolescentes. Por exemplo, na dentição torta e que precisará do tratamento ortodôntico como o uso de um aparelho de dente transparente, por exemplo.

Neste artigo, falaremos sobre como as chupetas e mamadeiras impactam na saúde bucal na infância e, também, na vida adulta. Continue lendo!

Quais são as consequências do uso de chupeta e mamadeira?

Em princípio, o uso de chupeta e da mamadeira na primeira infância não apresenta sérios riscos às estruturas bucais. Mas, mesmo assim, pode interferir em outros comportamentos, como a amamentação.

Além disso, as crianças com uso prolongado de chupeta apresentaram maior probabilidade de visitar uma clínica especializada em periodontia para tratar doenças bucais como a cárie.

Dentre os possíveis danos do uso da chupeta e mamadeira a longo prazo, podemos destacar:

  • Mordida cruzada;
  • Interferências na respiração;
  • Rejeição do seio materno;
  • Enfraquecimento dos músculos da língua.

De acordo com a literatura científica, os hábitos de sucção podem ser prejudiciais à saúde das crianças e não devem ser incentivados a fim de reduzir futuros problemas bucais.

Problemas causados ​​pelo uso prolongado da mamadeira e da chupeta

Embora a chupeta e a mamadeira sejam itens que acalmem temporariamente uma criança, usá-los nos primeiros anos de idade pode causar sérios danos à saúde bucal de um adulto no futuro.

Por isso, vamos falar um pouco mais sobre eles abaixo:

  1. Efeitos negativos na amamentação

Como não há bicos com o formato do seio da mãe, a criança pode acabar se acostumando com o modo da chupeta ou da mamadeira e acabar rejeitando a amamentação de forma natural.

A sucção de chupeta por longos períodos também pode interferir na produção do leite materno, pois o bebê pode acabar chupando com menos força na mama, dificultando a produção do leite.

No entanto, é válido dizer que, algumas mães precisam recorrer à mamadeira. Porém, é possível procurar por uma ajuda de um pediatra e perguntar sobre os melhores modelos.

Além disso, é válido também a visita a um profissional da odontologia e, pedir orientações para as opções que gerem menos impactos negativos na saúde bucal.

  1. Afeta a mastigação

O uso prolongado de chupeta pode interferir na mastigação do seu filho, pois ele pode começar a mastigar de um lado, quando o correto é pelos dois lados.

A maneira errada de mastigar pode levar à formação errada da mandíbula e das estruturas faciais, fazendo com que o seu filho tenha que usar um aparelho no futuro.

  1. Mudança do formato da boca

Uma criança chupando uma chupeta ou se alimentando com uma mamadeira pode acabar com a boca voltada para fora.

Como resultado, o lábio superior fica encurtado, o queixo enrugará e as bochechas ficarão. Após perceber essas mudanças, o ideal é marcar uma consulta com um dentista especializado e conversar sobre quais são as melhores soluções.

Isso porque, caso deixe para muito tarde, talvez seja preciso realizar tratamentos um pouco mais invasivos, como, por exemplo, ir a um dentista implantes e ter de realizar extrações e colocação de próteses dentárias.

  1. Interferindo no desenvolvimento da dentição

Durante os primeiros meses de vida, a mandíbula e o maxilar de uma criança ainda estão em desenvolvimento. Dessa forma, a sucção do mamilo pode causar problemas no posicionamento dos dentes que estão prestes a nascer.

Como resultado, as futuras crianças podem ter que usar aparelhos dentários para alinhar o sorriso. 

  1. Infecções e doenças bucais

Por fim, também é importante ressaltar que, as chupetas e mamadeiras podem gerar acúmulo de resíduos em seus bicos.

Isso porque, o material de borracha – se não bem higienizado, pode acabar causando problemas periodontais como a cárie e a gengivite.

Afinal, diferente do que muitas pessoas pensam, a cárie não é uma doença apenas da vida adulta – mas caso você enfrente essa doença e ela esteja avançada, procure por uma clinica implante dentário e recupere seu sorriso saudável. 

Como evitar os perigos das chupetas e mamadeiras

A sucção de chupeta ou da mamadeira só deve ser feita até os 3 anos de idade. Embora não haja garantia de que uma criança não desenvolverá problemas bucais nessa idade, é mais provável que a mordida se ajuste sem muitas intervenções.

Quando o seu filho não parar de usar chupeta e mamadeira de modo natural até essa idade, procure um dentista infantil e discuta como mudar o hábito para evitar problemas futuros. 

E caso ele já possua algum problema dentário como a cárie, por exemplo, procure por um dentista para tratamento de canal especializado em odontopediatria.

Durante essa transição, o uso de chupeta ortodôntica pode ser um aliado, pois possui um bico menor, esse modelo de chupeta permite que a língua toque o céu da boca, afetando a formação do arco de forma mais leve.

O melhor tratamento para endireitar os dentes tortos pelo uso da chupeta por um bom tempo, são os aparelhos e alinhadores.Conteúdo originalmente desenvolvido pela equipe do blog Qualivida Online, site no qual é possível encontrar diversas informações e conteúdos sobre os cuidados com a saúde física e mental.

Add a Comment

O seu endereço de e-mail não será publicado.

onze − dez =